Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

PDV News - Ponto de Venda com Ponto de Vista | 05 Aug, 2020

Scroll to top

Top

0

Tecnologia 3D é aposta no mercado imobiliário - PDV News






Foi-se o tempo em que maquetes, unidades decoradas e folhetos impressos bastavam para comunicar e vender imóveis de forma eficiente. Nesse mercado em evolução, a ordem é criar maneiras totalmente novas de interação entre o cliente e o produto imobiliário. Uma das apostas atuais das incorporadoras é a realidade 3D. 


A tecnologia, que faz sucesso nos cinemas e anima o mercado de eletrônicos em todo o mundo, tem sido utilizada para levar o consumidor a uma ‘visita’ ao futuro apartamento. Ocorre da seguinte forma: no estande de vendas, de forma complementar aos tradicionais apartamentos decorados, o cliente encontra uma minisala de projeção de filmes em 3D. 


Lá dentro e de posse de óculos especiais, ele tem oportunidade de vivenciar os ambientes internos do empreendimento, as opções de lazer, ‘passear’ por todas as áreas comuns e até mesmo experimentar outras opções de plantas e de decoração que melhor se encaixem em seu perfil pessoal.


“A tecnologia do 3D imersivo é muito eficiente para transmitir ideias e conceitos, afinal estamos estimulando vários sentidos ao mesmo tempo. Daí, o sucesso como ferramenta de vendas”, afirma o arquiteto Márcio Carvalho, diretor da Neorama, empresa especialista em cenários digitais e pioneira no desenvolvimento de filmes em realidade 3D para o mercado imobiliário. No portfólio da Neorama, constam projetos do tipo para construtoras e incorporadoras como Brookfield, Tishman Speyer, Yuny, BN Corp, Rossi e MAXHAUS. 


Além de contribuir na criação de novas estratégias de vendas, a tecnologia traz outras vantagens para as incorporadoras, acredita Márcio. Um dos fatores primordiais é que a visita virtual, a exemplo do cinema, pode ser remotizada. “Em vez de visitar o apartamento decorado, o apartamento decorado vai ao encontro do cliente: seja no estande de vendas, em uma sala experiencial na imobiliária, ou na sala de casa, assistindo à TV 3D. Assim, um cliente no Rio de Janeiro pode visitar um empreendimento em Porto Alegre e vice-versa”, explica o diretor da Neorama.

Comentar