Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

PDV News - Ponto de Venda com Ponto de Vista | 22 Jul, 2019

Scroll to top

Top

consumidores Archives - PDV News

Brasil tem 5,7 milhões de mulheres donas do próprio negócio, diz pesquisa

7 de maio de 2015 |

De acordo com levantamento feito pela Serasa Experian, líder mundial em serviços de informação e certificação para empresas e órgãos públicos, 8% de toda a população feminina do Brasil é empreendedora. A pesquisa registrou que, entre todos os donos de empresas no país, 43% são do sexo feminino. Sendo que a idade média dessas mulheres é de 44 anos.

Confira a lista de 8 empresas brasileiras que são comandadas por mulheres:

1.    Dress & Go –  Primeira plataforma de aluguel de vestidos online no Brasil, a Dress & Go foi fundada pelas amigas Bárbara Diniz (29) e Mariana Penazzo (27) que vieram do mercado financeiro e acabaram de entrar para a lista ‘30 abaixo de 30’ da revista Forbes Brasil, que seleciona 30 jovens abaixo de Ler Mais

Pec das Domésticas deve impulsionar venda de eletrodomésticos mais sofisticados e mudar hábitos de consumo no Varejo

11 de abril de 2013 |

Com a debandada das domésticas no lar da classe C+ e B, esse consumidores modernos deverão migrar para eletrodomésticos mais modernos e eficientes, alias quem passa o dia todo no trabalho pode ter uma lavadora de roupas que lava e seca rapidinho e ainda protege de fungos e bactérias, geladeiras que possuem visor com lista de compras, aspiradores de pós cada vez mais ergométricas, potentes e silenciosas.

Enfim o que esperar dessa nova maneira de consumir, acho que todos ganham pois teremos um volume maior de produtos Premium e isso “pode”, aliás deveria fazer com que o preço caia, ao menos em teoria.

brastemp_inverse_novos-habitos-de-consumo-pdvnews

Tela de LCD em Geladeira ajuda na organização e no controle do consumo e das compras para a nova geração de consumidores.

Mudança no Varejo

O varejo deverá se reestruturar, não pensem que um Executivo Jr, que está em franca expansão sócio econômica irá entrar num magazine qualquer e sair comprando, não ele irá exigir uma experiência melhor na compra, buscará uma espécie de consultoria para a escolha e aquisição, as lojas precisarão ter uma equipe bem treinada em novos produtos e estes terão que apresentar boa tecnologia, pois já vemos algumas indústrias estarem por este caminho, personalizando seus eletrodomésticos com a cara do cliente.

Por: Renato Santhinon, publicitário especialista em Trade Marketing e Merchandising com foco na criação de materiais para Pontos de Venda. (renato@pdvnews.com.br)

Consumidores portugueses privilegiam lojas mais próximas

27 de fevereiro de 2013 |

Os consumidores portugueses estão cada vez mais “profissionalizados” no ato de compra. Procuram conveniência e proximidade e as compras são cada vez mais organizadas e planeadas. Esta é principal conclusão do estudo GfK Shopper Experience, que permite compreender o processo e experiência de compra e as decisões dos compradores em loja. Ler Mais

Ação Promocional Kibon dá R$ 1 milhão a consumidores

18 de janeiro de 2013 |

Serão 80 sorvetes Fruttare premiados com a quantia de RS 100,00 e todos que encontrarem os produtos concorrerão ao valor principal por meio de sorteio

A Kibon sorteará R$ 1 milhão entre os seus consumidores. Concorrão as pessoas que encontrarem um dos 80 sorvetes Fruttare premiados no valor de Ler Mais

Bebidas e alimentos de sabor intenso são tendências no mercado internacional

22 de julho de 2011 |
Os consumidores estão desenvolvendo um gosto por produtos e alimentos com sabores exóticos e marcantes. “Estes produtos estão se espalhando em países da África, Ásia e Oriente Médio. A tendência do “intenso e apimentado” também já chegou à América e Europa”, explicaDominik Haug, Gerente do Segmento de Alimentos da SIG Combibloc. 

E não são apenas os alimentos “apimentados”, que estão caindo no gosto popular. Sabores como wasabi, caraway, curry e essências florais também são destaque nos alimentos e bebidas. Haug confirma: “Especialmente no ano passado, vimos vários lançamentos focados em sabores intensos, e acreditamos que esta tendência continuará nos próximos anos”.

A intensidade se refere a sabores encorpados – seja chocolate com uma quantidade alta de cacau, café ou variedades de mostarda com sabor excepcionalmente forte, gotas extras de ácido ou notas amargas, ou ainda sucos com frutas ácidas. Vários fabricantes especificam estes atributos junto aos nomes dos produtos. É o caso da Premium Amecke Fruchtsaft com a linha “intensa” da Amecke. De acordo com seus experts: “O sabor é um sentido particularmente complexo, formado a partir da percepção do aroma e textura. Ao intensificar o sabor da fruta, o suco intenso da Amecke apela para todos os sentidos”. O produto, no mercado Alemão desde outubro de 2010, é apresentado nos sabores Laranja, Maçã, Uva e Multivitaminas. 

A empresa de Taiwan Tai Hwa Oil Industrial oferece intensidade em dobro ao duplicar a quantidade de folhas do chá premium, na nova marca Cleanfield. Os chás estão disponíveis nos sabores maçã, morango e na versão clássica. Scott Cheng, Gerente Geral da planta explica: “Assam é uma das variedades de chás mais ricas em sabor do mundo, além de ser extremamente saudável. O produto tem propriedades antibacterianas, estimula a circulação e ajuda na defesa do organismo. Uma gota de leite ajuda a torná-lo ainda melhor.” 

Clássico Mexicano: robusto e quente 

Não são apenas as bebidas que estão buscando sabores intensos. A cozinha Mexicana, por exemplo, apresenta vários. Tim Kirchen, Head of Marketing & Bussiness Development na América do Norte e México da SIG Combibloc explica: “O México é famoso pelos alimentos picantes; imagine a quantidade de molhos, por exemplo. Trata-se de molhos especiais que podem conter mais de 75 diferentes ingredientes, cada um com seu próprio sabor intenso”. 

A Conservas la Costeña, por exemplo, oferece os clássicos molhos mexicanos em embalagem cartonada asséptica. Kirchen explica: “Durante o processo de produção, os alimentos são aquecidos a elevada temperatura, rapidamente resfriados e então envasados. Estas embalagens garantem assepsia aos alimentos, proteção à luz e podem ser mantidas por um longo período sem conservantes ou refrigeração. Os nutrientes e vitaminas são preservados, bem como o sabor intenso”. 

O conceito começa a ganhar força em outras partes do mundo. O fabricante de comida tailandesa Ampol Food Processing está envasando produtos com sabores sofisticados de curries sob a marca ‘Roi Thai’. A cozinha Tailandesa é famosa pelas incomparáveis combinações de ingredientes que misturam sabores fortes e sutis para criar uma experiência sublime ao paladar. Kritsada Sopa, Gerente de Marketing da Ampol Food Processing diz: “Percebemos que em famílias jovens ou casas de solteiros, é difícil eles terem tempo para cozinhar os pratos tradicionais ou o custo é elevado para apenas uma pessoa. Mas ninguém quer perder as experiências de sabor que dão água na boca desde a infância“. 

Dominik Haug, da SIG Combibloc, completa: “É claro que o sabor é avaliado subjetivamente, mas qualquer um pode experimentar esta sensação de sabor intenso e autêntico; é isso que torna estes produtos tão populares. Acreditamos que os fabricantes de alimentos que seguem a tendência do “intenso e apimentado” continuarão a optar pelas nossas embalagens cartonadas assépticas, uma vez que elas são ideais para a preservação do sabor”.

Novos hábitos de consumo

30 de novembro de 2010 |

Novos





O cenário econômico favorável e o crediário facilitado têm possibilitado que a classe média realize cada dia mais, seus sonhos de consumo.


Casa, carro, roupas de marca, eletrodomésticos sofisticados, que antes eram apenas desejo, hoje são realidade dessa importante fatia de mercado. 


Composta por mais de 98 milhões de pessoas – metade da população do país – a nova classe média brasileira se caracteriza, segundo a Fundação Getúlio Vargas, por ter renda familiar entre 1.126 e 4.824 reais por mês.


De modo geral, essas pessoas são racionais, consumistas e personalistas. Para essa classe, as expectativas de sacolas e carrinhos de compras cheios são grandes até 2012. De acordo com pesquisa divulgada em junho, pela Federação do Comércio de São Paulo, o consumo desses brasileiros chegará a ser o dobro das famílias ricas. 


Enquanto a classe média corresponderá com 8% do consumo, os ricos representarão apenas 4% do total. Só para se ter uma idéia, em 2009, as classes C, D e E consumiram 864 bilhões de reais, equivalendo a 78% do volume gasto pelos mais ricos – R$ 1,10 trilhão. Entre os itens que fazem esses brasileiros abrirem a carteira estão produtos de beleza, roupa, alimentação, eletrodomésticos e itens de informática. Mais informado, devido à maior facilidade de acesso às faculdades, os jovens da classe C são, também, mais independentes e vaidosos.


De acordo com um estudo feito pelo instituto Data Popular, 72% das jovens da classe C, entre 18 e 24 anos, já trabalham e 14% ganham mesada. Do total, elas investem 71% dos ganhos mensais em roupas e acessórios. Mais de 17% delas acham importante estar na moda. Já 28% assumem que são consumistas. Por isso, representam 59% das consumidoras dos shoppings e 51% de lojas de roupas.