Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

PDV News - Ponto de Venda com Ponto de Vista | 12 Dec, 2018

Scroll to top

Top

0

Material escolar apresenta diferença de preço de até 450%, diz Procon-SP - PDV News

Material escolar apresenta diferença de preço de até 450%, diz Procon-SP

O Procon-SP divulgou nesta quinta-feira pesquisa que mostra variação de até 450% no preço do material escolar. O levantamento foi feito em 78 estabelecimentos na capital e no interior do Estado de São Paulo. No total, 195 itens foram analisados.

A maior variação ocorreu na capital paulista. Uma borracha de látex era vendida por R$ 0,40 no Bazar e Papelaria Japuíba, na zona norte, e por R$ 2,20 na Lapapel, na zona oeste –diferença de 450%.

Já um modelo de lápis grafite 1B podia ser comprado por R$ 0,70 também no Bazar e Papelaria Japuíba ou por R$ 2,20, mais uma vez na Lapapel, variação de 214% no preço. Outro exemplo, é um caderno de capa dura com 200 folhas que era vendido por R$ 5,50 na Ibituruna Comercial, na zona leste, e por R$ 19,90 na Lapapel, diferença de 262%

Procurada pela Folha, a Lapapel preferiu não comentar a pesquisa, mas “acrescentou que sempre procura praticar um bom preço para o consumidor”.

Como a pesquisa de material escolar foi realizada por técnicos do Procon-SP entre os dias 7 e 9 de janeiro de 2013 e 10 estabelecimentos comerciais, distribuídos pelas cinco regiões da cidade, pode ser que os preços já tenham sofrido alterações.

A região melhor abastecida era a zona leste, segundo o Procon. Na JB Papelaria Comercial, uma das duas lojas analisadas, era possível encontrar 178 dos 195 itens pesquisados.

O menor preço ficou na zona norte. Nessa região foi possível encontrar produtos com preços menores do que a média de todos os lugares onde a pesquisa foi feita. Nos dois estabelecimentos pesquisados nessa região, o Bazar e Papelaria Japuíba apresentou 140 itens com preços inferiores e a Magno’s Embalagens e Papelaria 113.

Já no interior, a maior diferença foi encontrada em Jundiaí, onde uma caneta esferográfica ponta fina 0,7 podia ser comprada tanto por R$ 0,85 em um estabelecimento quanto por R$ 4,50 em outro, diferença de 429%.

QUALIDADE

Em nota, a diretora de estudos e pesquisa do Procon-SP Valéria Garcia diz que, na busca pelo menor preço, é importante que o consumidor não esqueça de verificar a qualidade e procedência dos produtos, evitando a compra em vendedores ambulantes. “O preço pode ser menor, mas não há emissão de nota fiscal e muitas vezes os produtos não possuem certificação do órgão responsável”, diz.

VEJA DICAS PARA COMPRA DE MATERIAL ESCOLAR

1-Compre com antecedência, pois os preços tendem a aumentar nesta época

2-Pesquise o preço em lojas diferentes ou na internet

3-Evite comprar produtos em ambulantes, pois a qualidade não é garantida

4-Guarde a nota fiscal

Comentar