Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

PDV News - Ponto de Venda com Ponto de Vista | 22 Nov, 2017

Scroll to top

Top

0

Mars investe R$ 140 milhões em fábrica de ração no Paraná - PDV News

Mars investe R$ 140 milhões em fábrica de ração no Paraná

Uma das maiores fabricantes de alimentos e ração animal do mundo, a americana Mars anunciou ontem que investirá R$ 140 milhões na construção de sua terceira fábrica de comida para cães e gatos, no Paraná. O objetivo da companhia é fazer do Brasil seu segundo maior mercado mundialmente.

O Brasil está hoje entre os dez maiores mercados da companhia, presente em 73 países. Mas, com aproximadamente 37,1 milhões de cães, o País é o segundo maior do mundo em população canina – e o quarto maior em número de gatos, com 21,3 milhões de felinos, conforme a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

“Isso mostra o quanto há de terreno para que a Mars cresça no Brasil”, diz o presidente da Mars Brasil, Carlos Dieppa.

Ele esteve ontem com o governador do Paraná, Beto Richa, para assinar um protocolo de intenções para a construção de sua quinta fábrica no Brasil, a terceira de ração animal.

A empresa tem fábricas de ração em Mogi Mirim e Descalvado, ambas no Estado de São Paulo, e no Recife. Também fabrica chocolates e alimentos em Guararema (SP). “Precisávamos de uma fábrica de alimentação animal no Sul, onde há uma grande concentração da população de animais de estimação”, diz Dieppa. “Com ela, vamos ganhar velocidade na distribuição em todos os estados do Sul”, afirma.

A companhia planeja iniciar a produção em 2015, mas ainda não definiu em que cidade será construída a unidade. “Estamos negociando com os governos municipais, mas nossa ideia é escolher alguma localidade próxima a Curitiba”, diz o executivo.

O investimento de R$ 140 milhões na unidade, segundo Dieppa, é alto. “Estamos investindo o dobro do que normalmente se gasta para uma fábrica comum de rações porque a unidade terá laboratórios e tecnologia de ponta”, afirma.

Mais ração. No ano passado, conforme dados da associação do setor, o mercado de comida para cães e gatos no Brasil movimentou R$ 9,72 bilhões, com um crescimento de 15,5% em relação aos R$ 8,41 bilhões registrados em 2011.
“Nossas vendas acompanharam a evolução do mercado”, afirma Dieppa, que não revela números de vendas regionais. Mundialmente, a empresa teve em 2012 um faturamento de mais de US$ 30 bilhões, segundo sua assessoria de imprensa.

“O mercado nacional cresceu bastante até 2008, 2009. Depois estagnou um pouco, principalmente em relação à alimentação para cães. Para gatos, os números crescem ano a ano. Em 2012, porém, as vendas de ração para cachorros voltaram a ter um bom aumento, graças a evolução econômica da classe C”, diz o executivo.

No Brasil, a Mars – que também é dona das marcas Royal Canin, de rações super premium, dos chocolates M&M’s , do arroz Uncle Ben’s e da linha de alimentos Masterfoods – é líder em vendas tanto no mercado de alimentação canina, com 26% de participação, quanto no de ração para gatos, com 42% do mercado nacional.

A fábrica do Paraná gerará cerca de cem empregos. No total, a companhia tem 1,6 mil funcionários no Brasil.

Comentar