Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

PDV News - Ponto de Venda com Ponto de Vista | 22 Nov, 2017

Scroll to top

Top

0

Hipermercados e a alta do varejo em 2012 - PDV News

Hipermercados e a alta do varejo em 2012

Há muito que já se previa o crescimento da classe C e, hoje, é justamente esta classe que atua mais ativamente na economia varejista brasileira. Além do aumento de renda das famílias dessa classificação, nota-se, também que o poder de crédito se tornou importante decisório de compras.
Seja para a classe que for as grandes redes de hipermercados criaram diversas abordagens diferentes com relação à fidelização de consumidores por meio de cartões fidelidade, com condições de pagamentos especiais.
Ou seja, mesmo que seja um público A, o hipermercado designado a tal público encontrará formas convenientes de prestar serviços ao mesmo. Logo, ricos e pobres tem, cada um, seu devido cartão de compras.
E assim que o poder de crédito de todos cresceu especialmente o da classe C. Já foi comprovado que a classe C é capaz de escolher por marcas e produtos específicos no momento de compra.

Portanto, a atividade de Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo puxou a alta de 8,4% nas vendas totais do varejo em 2012, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O varejo também apresentou expansão de 8,4% ainda em 2012.  Os números são mesmo de se admirar se for levado em conta o aumento de preços por parte de produtos alimentícios.

O poder de crédito e a possibilidade de parcelamento de compras também influenciaram no acréscimo de vendas por parte de móveis e eletrodomésticos, confirmando o segundo maior impacto no resultado do varejo, em 2012.  O aumento de 12,3% nas vendas, o equivalente a 26,6% da taxa anual do varejo.

Consumidores de todas as classes agregam peças e artigos de uso pessoal e doméstico de acordo com seu estilo de vida. A tendência de criar o self  permitiu bons resultados em óticas, joalherias , brinquedos, sapatos e lojas de departamento em geral aumentassem 9,4% de sua atividade no varejo.

Pegando o exemplo das vendas brutas do Grupo Pão de Açúcar Alimentar, que reúne supermercados, hipermercados e atacado do Grupo Pão de Açúcar, notamos a soma de R$ 8,751 bilhões no quarto trimestre de 2012,  representando uma alta de 9% em relação ao mesmo período de 2011. Isso significa que, livre de qualquer ônus, o aumento do grupo varejista foi de 7,887 bilhões na mesma comparação, ou seja, aumentou 9,4%.

Se for para comparar a expansão do varejo em 2011 com relação a 2012, o susto logo vem quando se lê que a expansão foi de 6,7% de um ano para outro. Ainda há dúvidas que o varejo está com tudo? Investidores, atacar!

Comentar